1

Pastora Marli de Oliveira Santana 

        

Tema: A Visão de Uma Escolha

Texto: Filipenses 3 : 13 - 14 

“Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo pelo prêmio da soberana vocação celestial de Deus em Cristo Jesus.” - Fil. 3: 13 – 14.

Não podemos ficar presos a memória do passado. Temos que romper com as estruturas antigas e receber uma nova Visão gerado pelo criativo Espírito Santo que habita em nós e que nos aponta o caminho da graça de Jesus, que está disponível a todos aqueles que nEle crê.
Nosso prêmio está em Jesus Cristo!

Nosso alvo é a nossa vocação celestial em Cristo Jesus!
Paulo diz que quando temos um objetivo, uma meta; deixamos tudo, tudo que nos embaraça, tudo que nos impede, tudo que nos desvia da Visão; é preciso que deixemos tudo para trás e perseguimos a meta, o alvo que nos está proposto.
Temos que saber escolher as coisas boas e as melhores; portanto, é preciso ter o cuidado, o discernimento.
E somente o Espírito Santo pode nos dar o discernimento necessário para que tenhamos a visão da escolha do coração de Deus para o exercício do ministério.

Qual é a sua escolha?
O que Deus projetou para sua vida ou o que o mundo lhe oferece como alvo e objetivo?
Para Deus a escolha está em realizar a vocação celestial, para o qual fomos chamados. E esta vocação é soberana
Para o mundo, está em uma realização profissional e salarial, ou a construção de uma casa, ou dá aos filhos uma boa formação , comprar o carro do sonho, ou fazer aquela viagem espetacular e assim vai.

Estas escolhas são importantes e não estão erradas, porém, elas são passageiras, elas ficam para trás, não tem caráter eterno, não vai operacionalizar o céu e não cumpre o chamado do Senhor e a Bíblia não diz que tem prêmio para isto.
Tudo isto ainda que seja com suor e sacrifício ficará para trás e o que é eterno é a preciosa obra construída em nome de Deus e para Deus. E isto é ser governo, governar em nome de Deus e para Deus, afim, de que todo o propósito se cumpra e assim possamos reinar com Ele, em glória.

Temos que ter a influência do reino do Messias em nós!
Um rei governa através de príncipes. Somos o Israel de Deus que significa que como
“príncipe lutaste com Deus.”
A nossa atitude tem que estar no nível da nossa responsabilidade.
Somos responsáveis pelo chamado que recebemos. Somos responsáveis pelo governo que temos. Somos responsáveis pela visão de nossa escolha. O chamado envolve responsabilidade. Temos que estar prontos para uma nova unção. Aleluia!

Temos que confrontar a nós mesmos.
Ninguém cresce e amadurece, se não for confrontado.
Você deve avançar e nunca recuar. Pois o Deus de Abraão, o Deus de Isaque e o Deus de Jacó será sempre contigo.
Abraão teve uma visão dada pelo Senhor, e a sua escolha estava em possuir a terra da promessa e dela jamais desviou, ainda que as dificuldades da caminhada fosse desconfortáveis, ainda que fosse preciso fazer guerra, ainda que fosse preciso de um milagre, ainda que fosse preciso ...

Se separar de seu sobrinho Ló. A boa terra estava no seu coração, pois, era esta a sua escolha.
O que escolhemos é o que amamos e o que amamos é o que dedicamos tempo, esforço, priorizamos e colocamos no patamar: “este é o mais importante.”
O que é mais importante para você? O que for mais importante para você, aí estará o seu coração, ensinou Jesus certa vez.
Temos que ser marcados pela presença de Deus. E devemos carregar estas marcas, que sinalizam de que reino pertencemos.

O nosso dever é cavar poços e a tarefa do Espírito Santo é encher estes poços com água viva que flui do trono do Cordeiro.
No tempo de Isaque, os filisteus entulharam os poços que Abraão cavou, encheram os poços de entulhos e o que fez Isaque?
Isaque limpou todos estes poços, tirou todos os entulhos e assim as águas brotaram, fluíram, gerando vida, saciando os sedentos, jorrando esperança ao cansado.
O avivamento é como o rio de Deus jorrando em nossas vidas, é preciso entrar nesta correnteza e levar outros para este rio.

É preciso pedir o Espírito Santo para iluminar os olhos do entendimento, pois, a luz está chegando. E o brilho desta luz fará com que toda escuridão se vá. Virá o grande mover de Deus para fazer a maior colheita de todos os tempos, a maior conquista jamais vista e depois disto, iremos morar no céu; para sempre. Temos que manter firme a nossa confissão de fé! A visão são as células. Não adianta ter um discurso emocionante, depois, que passar e daí. O caminho da conquista são as células. Se governa pelas células, e célula é um estilo de vida. Então, viva para Deus!

Coragem não é uma opção, não é uma escolha; mas, sim, uma ordem de Deus.
Todo homem corajoso é um sonhador.
Um homem sonhador, ele é inegociável.
O homem sonhador é uma ameaça. Todo homem medíocre fica amedrontado com um homem sonhador. Um homem de coragem, ele é livre, ninguém lhe prende.
E um homem livre não suporta viver em aquário, ele nasceu para o oceano.
E a coragem nos leva a testes e diante da prova, ele não desiste. Pois, este homem fez uma escolha: escolheu não desistir!

A visão precisa caminhar, afim, de que o propósito venha se cumprir.
Todos são governo, e para ser governo é preciso governar. Um doze não pode ser intocável, ingovernável, porque, como irá governar se é ingovernável? Como irá tocar, se é intocável?
Veja o modelo de governo, que são os doze de Jesus: governaram porque deixaram, que o Mestre da Vida lhes dessem direção e tocaram a tantos outros, porque, permitiram que ao longo da caminhada o líder os tocassem e isto foi uma escolha.

Caminhe firmemente na visão de sua escolha. Ande no conselho dos justos!
Paulo decidiu caminhar na visão que teve a caminho de Damasco e jamais dela desistiu. Ainda que sofresse dores, prisões, fome, frio, perseguições, mas, ele – Paulo, estava decidido: “Irmãos, quanto a mim, não julgo que o haja alcançado; mas uma coisa faço, e é que, esquecendo-me das coisas que atrás ficam, e avançando para as que estão adiante, prossigo para o alvo pelo prêmio da soberana vocação celestial de Deus em Cristo Jesus.” Isto é convicção

Abraão caminhou firmemente na mesma visão, a visão da chamada que teve em Harã para a terra de Canaã.
E assim foi com Pedro, Tiago, João e André no barquinho e fora dele. Assim foi com Mateus, Filipe, Tomé, Bartolomeu, Tiago, Simão, Tadeu e depois, Matias, formando a Equipe de Doze de Jesus que deram a vida por Ele e pela missão que lhes foi dada, debaixo de uma autoridade de governo, debaixo de uma unção especial. Esta foi a escolha destes homens especiais que alvoroçaram o mundo até então conhecido

Nós estamos debaixo desta mesma unção e temos a mesma autoridade.
Somos governo, nascemos para governar, temos um decreto de governo e carregamos no peito uma visão e nela haveremos de conquistar e multiplicar.
Haveremos de desmascarar o falso leão, pisaremos na áspide e, a antiga serpente que é hoje o grande dragão vermelho, será para sempre derrotado e esmagado debaixo dos pés de Yeshua e nada nos causará dano algum. Amém!!! Amém!!!
 

 
 

Copyright © 2001-2007 Igreja Batista em Milionários - All rights reserved.
Rua Santa Alexandrina, 573 - Milionários - Belo Horizonte - CEP 30620-830 - MG - Telefax.:(31) 3321-7894

" Toda honra, toda glória e todo louvor seja dada ao nosso Deus "

webdesign