Bíblia On-Line
 

Menu

Pibmilionarios.com
Agenda
Downloads
Hot Sites
Estudos
Materias

Mulher - A Sabedoria faz a diferença

 

Interessante observar a riqueza contida no versículo dito pelo sábio Salomão: “A mulher sábia edifica a sua casa, mas a insensata, com as próprias mãos a derruba.” (Pv. 14.1.)

 

Você já deve ter lido e relido várias vezes este texto da Palavra de Deus. Além de conhecido, comumente ele é usado para ressaltar uma das importantes qualidades femininas: a sabedoria. Não é sem motivo que esse texto está na Bíblia. Já parou para pensar nisso? O Senhor nos deu a dica, mostrou-nos como devemos agir: com sabedoria. Basta saber usá-la.

A respeito da sabedoria, o escritor francês J. Roberts disse: “A verdadeira sabedoria não vem pela observação exterior, mas pela revelação interior”. Querida, irmã, ser sábia não é simplesmente escutar a voz de Deus em nosso coração, mas principalmente obedecê-la. É a ação que modifica as coisas. Jesus agiu em direção à cruz, isso mudou a nossa vida. Não nos tornamos sábias somente pelo nosso observar natural, pelas nossas experiências, mas pelo conhecer que vem de Deus. A sabedoria é mais que saber agir é saber agir na hora certa de modo a promover transformação.

Quando Salomão diz que a “mulher sábia edifica a sua casa”, é exatamente isso, pois a glória da mulher está no fato de ela, com a sabedoria que vem do alto, conseguir transformar uma situação ruim em uma oportunidade para aprendizado junto a Deus. É conseguir imprimir bonança em uma situação de estresse.

Algo atrai a nossa atenção para o texto de provérbios. A palavra “edificar”, entre outros significados, quer dizer “construir”. A mulher que usa a sabedoria vai construindo o seu relacionamento. Vai dando forma ao seu lar. Assim como um pedreiro constrói uma casa, a mulher sábia vai – dia após dia – construindo, estruturando, organizando e alicerçando as colunas do seu lar. A mulher que usa a sabedoria na “construção” da sua casa age com prudência, bom senso e tantas outras virtudes que darão ‘liga’ ao seu relacionamento.

De um versículo como esse de Provérbios, podemos retirar várias lições, pois o Espírito Santo revela-nos coisas grandiosas a cada nova leitura. Por exemplo, você já observou a diferença entre as palavras “sabedoria” e “inteligência”? No dicionário Michaelis – Moderno Dicionário da Língua Portuguesa, a palavra “sabedoria” quer dizer “grande soma de conhecimento; totalidade dos conhecimentos adquiridos; aplicação inteligente dos conhecimentos”. Já a palavra “inteligência” quer dizer “faculdade de entender, pensar, raciocinar e interpretar, entendimento”.

Por que em vez de dizer “a mulher inteligente edifica a sua casa” a Bíblia usa a expressão “a mulher sábia edifica a sua casa”? Embora ambas pareçam semelhantes, existe uma pequena e notável diferença. Podemos dizer que a sabedoria é a capacidade de usar bem a inteligência.

Você, mulher de Deus, é inteligente, pois você tem a mente de Cristo (1Co 2.16). Porém, deve saber usar essa inteligência. Aí entra a sabedoria, que é a aplicação inteligente daquilo que você já conhece. Vou lhe dar um exemplo. Quantas vezes, com sabedoria, você poderia ter evitado que uma discussão entre você e seu cônjuge, ou entre você e seus pais, tomasse grandes proporções? Mas por imprudência acabou falando o que não devia (e até o que não queria) e magoando o seu cônjuge, os seus pais? A mulher sábia usa de inteligência para falar, é cuidadosa com o que diz, pensa antes de tomar qualquer decisão, não se precipita.

Vamos analisar, agora, a segunda parte do versículo de provérbios: [...] “mas a insensata, com as próprias mãos a derruba”. Uma pessoa insensata é o oposto de uma pessoa inteligente, isto é, que não usa a razão, que não pensa antes de agir. Algumas traduções bíblicas usam a expressão “tola” que quer dizer “pobre de inteligência”. E por que a Bíblia usa as mãos como exemplo para a destruição do lar? Quando a mulher não usa a cabeça, quando ela não pensa, ela perde o controle sobre o seu corpo. Isso já deve ter acontecido com você. Precipitando-se no falar ou no agir você magoou as pessoas que mais ama, pelo simples fato de não medir as conseqüências de seus atos. Quando falamos de mãos, falamos de toque. Com as mãos você pode abençoar ou amaldiçoar. Você pode abri-las num gesto de perdão ou pode fechá-las. Você pode afagar as pessoas que ama ou pode agredi-las com gestos e palavras. Você pode edificar ou destruir os seus relacionamentos.

Há uma relação interessante entre o verbo conjugado “edifica” e o substantivo “mãos” nesse versículo. Como falamos anteriormente, “edificar” é o mesmo que construir, e sempre que alguém constrói alguma coisa, as suas mãos estão, invariavelmente, envolvidas. Enquanto a sabedoria se torna os tijolos para a construção de um lar que glorifique a Deus, a insensatez é a dinamite que implode o que está de pé. Normalmente, uma pessoa que age sem sabedoria perde o controle da situação. É como alguém que está tão nervoso que, sem controle, deixa cair tudo o que tenta segurar. A mulher insensata destrói os relacionamentos familiares, mas a sábia sabe construir um lar onde a harmonia, o amor e o respeito imperem. A cabeça, ou mais especificamente o cérebro, é o que providencia o contato com a pessoas, as mãos estão, paralelamente ao cérebro, fazendo essa conexão direta entre as pessoas.

Há momentos no relacionamento (quer seja com marido, pais ou amigos) que as palavras não resolvem. Já reparou aquelas vezes em que você ficava “martelando” sempre a mesma coisa, tentando mudar uma situação a qualquer custo? Esse, na maioria das vezes, é um caminho doloroso e que desgasta ambas as partes. Parar para pensar, ganhar as “batalhas” diárias por meio da oração e, melhor, deixar Deus agir é usar de sabedoria. Fácil não é, mas a arma da mulher sábia, além da Palavra de Deus é a sua inteligência. Use-a, você pode, você consegue.

 

 

Copyright © 2001-2002 Igreja Batista em Milionarios - All rights reserved